28 maio 2014

Claros Sinais de Loucura

Acervo Pessoal

Autor: Karen Harrington
Editora: Intrínseca
Ano da publicação: 2014
Páginas: 256
Onde comprar: Submarino | Livraria Saraiva | Fnac | Livraria Cultura | Estante Virtual

Olá, pessoal! O livro de hoje é bem legal, adorei lê-lo.

Claros Sinais de Loucura foi escrito pela autora Karen Harrington e publicado no Brasil pela editora Intrínseca. O livro tem como protagonista a pequena Sarah Nelson. Ela passa seus dias conversando com sua melhor amiga, uma planta, chamada Planta e coleciona palavras-problema.
Mesmo tendo apenas 12 anos, Sarah tem uma personalidade forte e é muito inteligente em comparação às garotas da sua idade. Porém, como toda pré-adolescente, ela sua amiga Lisa, decidem que no verão (férias para os EUA) irão dar o primeiro beijo de língua delas.
Sarah tem dois diários, um verdadeiro e um falso. O verdadeiro fica bem escondido, em lugares pouco prováveis de se esconder um diário, como no banheiro. E o falso é "escondido" em lugares óbvios, caso seu pai o encontre e veja como ela é uma menina normal.

Bom, normal não é exatamente a palavra para definir Sarah. A mãe tentou matá-la quando tinha apenas dois anos. Sarah sobreviveu, mas, infelizmente, irmão gêmeo dela, Simon, não teve a mesma sorte.
A mãe mora em uma clínica psiquiátrica e seu pai, um alcoólatra. Sarah e o pai, Tom, mudaram-se para diversas cidades do Texas por causa da mãe dela. Eles nunca falam dela, mas algumas pessoas das cidades os reconhecem e muitos os julgam. Sarah tem medo de ter o gene da loucura da mãe e todas as pessoas que ela conhece (em cada cidade) acham que a mãe dela morreu. O livro inteiro, praticamente, ela pensa em alguma forma de não fazer o trabalho sobre a árvore genealógica de sua família na escola, pois todos iriam descobrir sobre sua mãe e eles teriam de mudar de cidade mais uma vez.

Acervo Pessoal
Sarah gosta muito de ler e a razão disso é o pai ser professor. Durante se verão, ela escreve cartas para seu personagem favorito do livro O Sol É Para Todos (o tanto que ela falou sobre esse livro vocês não tem noção! Deu até vontade de ler), Atticus Finch, a pedido do seu professor de inglês, Sr. Wistler, para um trabalho de classe. Tanto Atticus quanto Sr. Wistler (mesmo pouco presente fisicamente na história) são extremamente importantes para o desenvolvimento dela.
Se você tem certos desentendimentos com seu pai, de qualquer tipo, você vai se identificar MUITO com Sarah. Dá para esquecer que Sarah tem apenas doze anos, mesmo sendo em um livro, ela é madura e sabe bem o que quer.
Ah, e a capa do livro é tão lindinha. Sair totalmente do clichê de capas foi um salto e tanto da Intríseca para capas mais bonitas e chamativas, por serem diferentes.
Deixo um trechinho do livro para vocês, que dá para ter uma noção de como o livro será.

Acervo Pessoal


16 comentários:

  1. Nossa adorei sua resenha, fiquei ainda mais curiosa em ler este livro, sou apaixonada por qualquer coisa que envolva saúde mental, psiquiatria, psicologia. Adorei seu blog!

    http://gotinhasesperanca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto muito desse tema, o livro é muito bom, leia sim!
      Muito obrigada!! <3

      Excluir
  2. Adorei o título do livro! É raro algum título me chamar a atenção pra ler, e depois da sua resenha fiquei mais curiosa ainda. Realmente, acho que vou adicionar à minha lista de futuras leituras. :B

    Beijos
    www.quaseatoa.com

    ResponderExcluir
  3. O livro parece ótimo, já adicionei na minha "modesta" lista de livros que irei comprar, sou uma leitora viciada e o livro parece perfeito para mim devora-lo em poucas horas :)

    http://www.colecionandosonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha lista de livros é beeeeeeem pequena, sabe? Tanto a de livros que irei comprar quanto a dos que tenho que ler. Mentira. As duas estão enormes! Hahah leia o livro sim, é bem interessante!

      Excluir
  4. Nossa, parece ser o máximo!! Gostei da resenha amore.

    Bjus florzinha!

    Aline Laitarte - www.bomboneca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. UAU, eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas realmente deve ser ÓTIMO.
    Também a Intrínseca nunca dá bola fora né? Sou apaixonada por todos ♥
    Obrigada por ter trazido essa resenha perfeita, vou com certeza comprar esse livro!!

    Beijos,
    www.miragemreal.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É maravilhoso. Tanto quanto as capas da Intrínseca!
      Obrigada!!

      Excluir
  6. Já gostei logo no ´titulo. Aqui as imagens não apareceram, mas procurei no skoob a capa do livro. A ideia de dois diários é legal, se eu tivesse visto um treco desses quando era criança sem dúvida teria escrito dois diários hahah'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei o título logo de cara! Eu também, se tivesse tido (isso tá certo, produção?) essa ideia dos dois diários teria sido mais legal que em um só.

      Excluir
  7. Olá, adorei o seu blog... parabéns.
    Ótima semana flor.

    Quando puder, vem conhecer o meu.
    Jeito de Ser Você

    ResponderExcluir
  8. O título desse livro me chamou muita atenção, além da simplicidade da capa. Sempre gostei de tudo que envolva psicologia, psiquiatria e dramas familiares e ao conhecer mais a fundo o conteúdo do livro fiquei ainda mais interessada e ansiosa para ler, com certeza acrescentarei a minha lista sem fim, hahaha.
    Primeira vez aqui no seu blog e gostei bastante, pode me aguardar aqui mais vezes :)
    Beijo

    www.blogrefugio.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acrescente sim, o livro é ótimo!
      Obrigada, Cecília! *-*

      Excluir

"Quero desesperadamente ser uma sacudidora de palavras para o mundo."
Markus Zusak


- Não esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa te visitar!